skipToMain
Siga-nos:

Natação: vitorianos banhados a prata no último dia do campeonato

Tiago Mendes Dias
Natação \ segunda-feira, abril 04, 2022
© Direitos reservados
Tomás Lopes, nos 400 metros livres, e João Nogueira Costa, nos 200 costas, ficaram a centésimas de segundo de se tornarem campeões. Vitória conquistou dois ouros, duas pratas e um bronze em Coimbra.

Umas escassas centésimas de segundo a mais impediram que o prateado do segundo lugar se convertesse no dourado que adorna os campeões: essa foi a história dos vitorianos Tomás Lopes e João Costa neste domingo que encerrou os Campeonatos Nacionais de Piscina Longa, em Coimbra.

Na prova que encerrou os quatro dias de competição, os 400 metros livres, em masculinos, Tomás Lopes cumpriu a final em 4.00,66 minutos, mais cinco centésimas de segundo do que o vencedor Tomás Veloso, do Náutico Académico.

O novo campeão, que assinara somente o quinto melhor registo nas eliminatórias, melhorou a sua marca em mais de cinco segundos. O atleta do Vitória SC, que fizera o melhor tempo na prova de apuramento (4.02,52 segundos), também foi mais rápido na final, em quase dois segundos.

Com esta prata, o nadador felgueirense terminou os campeonatos nacionais com duas medalhas, após o bronze de sábado, nos 200 livres.

João Nogueira Costa, uma das figuras dos campeonatos nacionais, ao conquistar ouro nos 50 e nos 100 metros costas – bateu o recorde nacional e alcançou mínimos para Europeus e Mundiais deste ano nessa última prova – falhou o pleno nessa categoria por 64 centésimas de segundo.

O vitoriano concluiu a final dos 200 metros costas em 1.59,74 segundos, atrás de Francisco Santos (Sporting), que obteve a marca de 1.59,10. O nadador dos lisboetas melhorou o seu registo da eliminatória em mais de oito segundos, ao passo que o vimaranense, o melhor na prova de apuramento, fê-lo em 41 centésimas de segundo. A prestação de João Nogueira Costa ficou mais de um segundo abaixo da prestação exibida nos Europeus absolutos de 2021 (1.58,58 segundos).

Com dois campeonatos e um vice-campeonato, o nadador do Vitória SC obteve a segunda maior pontuação (891 pontos) entre todos os atletas masculinos presentes em Coimbra, somente atrás de Diogo Ribeiro, júnior do Benfica que bateu recordes nacionais absolutos em 100 metros livres e 50 mariposa.

Ainda no último dia, Filipa Fernandes, também do Vitória SC, participou na prova feminina de 50 metros mariposa. Ao fazer o 14.º melhor tempo nas eliminatórias, 29,70 segundos, ficou de fora da final.

Com dois ouros, duas pratas e um bronze, o único representante de Guimarães nos campeonatos nacionais absolutos obteve o sexto lugar entre os 23 clubes presentes. Acima, só o Sporting de Braga, o Benfica, o Sporting, o Louzan Natação/EFAPEL e o Galitos Bresimar.