skipToMain
Siga-nos:

Vitória recorda anos 80 pela voz de seis protagonistas

Redação
Futebol \ sexta-feira, maio 13, 2022
© Direitos reservados
A terceira tertúlia com ex-jogadores realiza-se esta sexta-feira à noite, em Creixomil. Adão, Carvalho, Costeado, Laureta, Miguel e Nascimento são os convidados.

A década de 80 guarda vários dos pontos altos da centenária história do Vitória SC, entre os quais aquele que, porventura, mais resplandece nas lembranças dos adeptos, inclusive aqueles que não o testemunharam: histórias relativas à época 1986/87, dos quartos de final da Taça UEFA e do terceiro lugar no campeonato, com a respetiva consagração de Paulinho Cascavel como melhor marcador, ecoam de geração em geração.

Nesta sexta-feira à noite, também se devem ouvir na Sala do Tempo, da Junta de Freguesia de Creixomil, o palco da terceira das tertúlias do Centenário. Realizadas as sessões alusivas à década de 60, no Convívio, e à década de 70, no Patronato de Nossa Senhora da Oliveira, a próxima acolhe seis nomes que marcaram os anos 80, cinco deles presentes nessa temporada de referência: Miguel, central que fazia parelha com Nené, Costeado e Carvalho, os homens das laterais, Nascimento, um dos pêndulos do meio-campo, a par de N’Dinga, e Adão, um dos alas.  

O outro convidado desta noite é Laureta, antigo lateral esquerdo formado no Vitória, à semelhança de Costeado, Miguel e Carvalho. Antes de representar FC Porto, Sporting de Braga, Gil Vicente e Académica, Laureta fez 101 jogos pelo Vitória entre 1981/82, época marcada pelo imaculado registo caseiro – 13 vitórias e dois empates -, e 1984/85, temporada conturbada em que o treinador foi Raymond Goethals.

Organizada pela Comissão do Centenário do Vitória SC, a tertúlia arranca às 21h30, moderada pelos jornalistas Ricardo Lopes e Filipe Félix, com acesso livre, mas limitado à capacidade do espaço.